Palavras

por Sérgio Araújo

Soprando versos no meu ouvido

Quero falar sobre aquela emoção antiga

Perdida na floresta dos sentidos.

Vez em quando,

Quando levemente entristeço,

A vejo surgir assim tão magra e leve

Que parece definhar longe da minha atenção.

Mas ela está sempre lá,

Entre sombras finas, chuvas e silêncios.

Vez em quando,

Quando levemente entristeço,

Sinto-a perto de mim,

Soprando versos no meu ouvido.

 

por Sérgio Araújo

Share
The following two tabs change content below.
Poeta e Professor.

Latest posts by Sérgio Araújo (see all)


Categorised as: Poesia


3 Comments

  1. Aglacy Mary disse:

    Este não é para ler numa sexta à noite.

  2. Isso é uma, das múltiplas veias da inspiração.
    Um abraço.

  3. Amadeu Paes disse:

    Belo poema, amigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *