Palavras

por Sérgio Araújo

O mar avança

O mar avança sobre os pés de Hermes, enquanto uns peixinhos nadam apressados nas poças rasas e transparentes junto às pedras da praia.

O silêncio proporcionava uma sensação de comunhão com o universo. Só, Hermes sonhava olhando o horizonte alaranjado como numa ilustração de livro infantil

Nada mais poderia ser tão importante a ponto de quebrar a sintonia  daquele instante quase mágico, tão simples e tão complexo como o sentido de tudo.

Estava tudo ali e, ao mesmo tempo, nada parecia explicar-se por si só. O caso é que Hermes sabia não ser. Talvez nem soubesse. Na dúvida, ele varou o espaço com lascas de vidro do seu olhar turvo e inquiridor.

Adiante, o sussurro do vento o nada.

 

por Sérgio Araújo

Share
The following two tabs change content below.
Poeta e Professor.

Latest posts by Sérgio Araújo (see all)


Categorised as: Prosa


2 Comments

  1. Uma mensagem Hermética, Serjão!

  2. JanuskieZ disse:

    Hi… Looking ways to market your blog? try this: http://bit.ly/instantvisitors

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *