Poema Social (2)

me digam que não é verdade your inbox is boring […]

Share

Poema social (1)

Em um ano de TV Os ataques não são a […]

Share

Salinidade retrô

Invólucro que impregna a retina Cristalina salina na intempérie Vesga […]

Share

Pessoas do mesmo verbo

Eu crio e descubro algo novo Em minhas velhas tralhas […]

Share

Junho Underground

Anne de London Marca um encontro Do outro lado do […]

Share

Chove

Chove! Gotas ásperas na noite cínica. Prisma, pingos Esparramando cores […]

Share

Como nuvem

Aqui ninguém me alcança. Com os pés molhados no silêncio […]

Share

Linhas pontilhadas

Rabiscando no topo da página em branco, sutilmente, foi transportado […]

Share

A palavra em seu embaraço

Desfaço-me dos meus poemas, Obras inacabadas. Sem ortodoxia, Apenas semeio […]

Share

Noite líquida

A noite líquida  Escorre vagarosamente Como cera derretida nas brechas […]

Share

O homem louco

Quando as folhas dançam no ar O cheiro do mar […]

Share

O diário do dia de ontem

Sendo ainda criança, não sabia das regras do mundo. Nada […]

Share

Um som passou por aqui

Um som passou por aqui. Deixou suas marcas no silêncio […]

Share

Sobreface

Sobreface. Faces de todas as coisas Do visível delével, Poeira […]

Share

Não é nenhuma luz do sol

Agora olhava a vastidão da caatinga e seus galhos, como […]

Share

Na plenitude do dia

Como posso na plenitude do dia Catar versos tão maduros? […]

Share

O céu sobre o campo

O campo coberto de céu nunca morre Se a grama […]

Share

Soprando versos no meu ouvido

Quero falar sobre aquela emoção antiga Perdida na floresta dos […]

Share

Café Aragipe

Para Aglacy Mary Também apago sombras! Sinto-as… Sombras são quase […]

Share

Céu de bem cedo

Meus pensamentos sonoros como versos matutinos Rasgam o papel com […]

Share