A palavra em seu embaraço

Desfaço-me dos meus poemas,

Obras inacabadas.

Sem ortodoxia,

Apenas semeio palavras no gosto alheio.

Despeço-me enquanto ainda rola na ponta dos dedos

A última letra.

Sem avareza ou tristeza.

Nessa empreitada,

Não há nada além da ideia que nos une

No instante em que você me vê

E eu te imagino emaranhando-se em minhas descrições,

Em meus meandros de frases tontas.

O que bebe e o que se embriaga.

O resto é nada

Nem o zumbido da crítica

Nem o apreço demasiado.

Só a palavra

Em seu embaraço..

 

por Sérgio Araújo

Share
The following two tabs change content below.
Poeta e Professor.

Latest posts by Sérgio Araújo (see all)

One thought on “A palavra em seu embaraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *